Como escolho minhas leituras?


Gente, não existe uma regra para que eu escolha minhas leituras, na verdade, eu escolho muito de forma aleatória, até porque eu sou muito eclética e gosto de muitos gêneros de livros, só não gosto muito dos thrillers e de literatura hot (apesar de ter lido alguns livros do gênero).

Também tem outra forma de escolher o livro que vou ler durante o mês, são os clubes de leitura dos quais eu faço parte. Na verdade, eu passei muito tempo em grupos de leitura, mas, à medida que eu fui experimentando cada um deles, fui percebendo que se você for seguir o roteiro dos grupos, você acaba não lendo o que você tem na estante parado, a não ser que sejam clássicos, que sempre são lidos, e perdendo o foco das leituras que você gostaria de fazer e não tem tempo porque está dando prioridade à lista do grupo, ou grupos que você participa. Desculpa, eu acho que escrevi muito "você"... rsrsrs... é força de expressão de quando falo, tenho tentado colocar no texto o jeito que eu costumo fazer na linguagem oral, acho que fica mais fiel ao pensamento que me vem para produzir a postagem.

Enfim, eu costumava ficar repleta de leitura dos grupos e reservar uma pequena parte do tempo às leituras que eu sonhava fazer, os livros desejados e que acabavam ficando de canto, na estante porque eu não tinha mais como por causa das outras leituras. Eu cansei disso.

Resolvi ficar em 2 grupos que para mim são essenciais, até porque fiz grandes amizades por lá, um deles é o MãeLiteratura (estou lendo esse mês dois livros com esse grupo: PONTI - Sharlene Teo e O Clube do Crime das Quintas-Feiras - Richard Osman) e o grupo de Whatsaap Livro Rodado e Rabiscado (que faz anos que eu participo, com o qual li livros inesquecíveis e continuo lendo) Acho que dois já seja o suficiente para enlouquecer minha mente, até porque tem prazos para terminar e para participar de lives, ou discussões via Whatsapp, então, não posso atrasar muito, senão eu não consigo participar junto com o pessoal. 

Depois de um tempo, eu também vi que dá muito trabalho, ou seja, toma muito tempo produzir conteúdo escrito, como o desta postagem, mas para ter um registro legal de minhas experiências literárias é bom manter o blog e uma certa atualização, independente que ninguém olhe ou comente, pois isso tem mais valor pra mim mesma. Tenho feito também algumas experiências com vídeos, muito fraquinhas ainda, no Youtube, porque é mais fluido falar do que produzir conteúdo escrito, apesar de gostar de registrar das duas maneiras. E estou dando meus primeiros passos nos vídeos, mas ainda preciso aprender muito a falar mais desembaraçadamente, o que é difícil pra quem nunca quis estar diante dos holofotes... rsrsrsrs.

Vamos às escolhas. Eu tenho esse livro Acabem com a Yvi Pocket há muitos anos na estante, ele é o terceiro de uma trilogia e eu já li os dois primeiros. Eu me diverti bastante com eles e espero me divertir ainda mais com esse último, mas toda vez que eu penso em ler, tem dois ou três que furam a fila. Vou tentar corrigir isso. Mandei os dois primeiros para minha filha e espero que um dia ela leia e possamos falar um pouco sobre a história que é muito sem noção (kkkkkk)

Outro livro, ou livros que quero ler, são esses dois que vão falar sobre E o vento levou, que por sinal tem filme e que eu assisti há muitos anos atrás, lembro apenas da Scarlett e do seu par nada romântico Rhett Butler, que mais parecem um casal de gatos que vivem se beijando e se arranhando o filme inteiro... hahahahaha... É um clássico e vou ler, não sei quando, mas está aí lançado o desafio para mim mesma.

São leituras bem diferentes, um deles é um clássico que vai falar sobre a Guerra Civil Norte-Americana e de todas as dificuldades vivenciadas naquele período. O outro é uma mistura de policial, com uma detetive atrapalhada e muito humor sombrio, mas que faz relaxar a mente e sorrir um pouco em tempos tão difíceis.

Não sei como é que vocês aí do outro lado fazem suas escolhas de leituras, mas cada um tem seu jeitinho de ir vencendo sua estante e lendo o que tem vontade. Vamos seguindo daqui.

No momento eu ainda estou pendurada em dois outros grupos de leituras, são excelentes, mas são mais novos e por isso, quando encerrar as leituras que iniciei com os dois, vou me afastar um pouco para dar mais prioridade ao que quero ler da minha própria estante e lista. Tem muita coisa boa e vou tentar, aos poucos ir compartilhando por aqui, com você que lê esse post agora, ou comigo mesma, está tudo bem se estiver apenas sendo um registro para que eu visite depois de algum tempo.

Se quiserem deixar suas dicas de leituras ou falar sobre como escolhem seus livros, fiquem à vontade!

Xero,

Drica Moreira.









Comentários

  1. Também ando embaraçada em várias leituras que comecei e até agora não consegui terminar nenhuma 😂, participava de um grupo de leitura, mas tive que sair, porque só iniciava os livros propostos e nunca conseguia debater com o grupo, agora estou buscado colocar esses livros em dia, termina-los para poder me dedicar a livros que também tenho em minha estante e que quero muito ler, com os dois volumes de Ivy Pocket que você me deu. ☺️ 🥰

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ivy Pocket é muito legal pra intercalar com leituras densas, porque é sem noção do início ao fim... hahahaha... Já fiz o cronograma do próximo Zafón que a gente vai ler, viu? Serão mais ou menos 100 páginas por semana, coisa leve, que dá pra ler bem de boas. Xero, filha!

      Excluir
  2. E o vento levou quero ler 😍😍😍😍😍

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já estou querendo muito e agora que adquiri os livros, vou ver se encaixo em algum mês, antes do ano acabar. Ele é muito denso, vai lendo aos pouco. Mas, é uma história super legal de se ler porque vai mostrar alguns fatos históricos da Guerra Civil dos EUA.
      Xero, amigo. Obrigada pela visita.

      Excluir
  3. Que post bonito, Drica! Adorei! Continue fazendo os registros por aqui. Fica um histórico muito rico e completo. Beijos, amiga.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela visita e pelas palavras de incentivo, amiga! O que seria de nós se não pudéssemos parar um pouco e refletir sobre as ações que deveríamos fazer, ou deixar de fazer para sermos mais felizes, não é verdade? Tanto para os projetos grandes, quanto para os pequenos.
      Vamos em frente, vencendo a indisciplina e o medo.
      Xero.

      Excluir

Postar um comentário

Fiquem à vontade para trocar ideias e comentar suas leituras! É um prazer receber sua visita.

Drica.

Postagens mais visitadas